Escola de Palhaçaria AristoClowntas

A Verdade do Palhaço

 

“Ao contrário do que muita gente pensa; ser palhaço é coisa séria!". 

Escolher colocar um nariz vermelho e se exibir significa tirar todas as “armaduras”, as “máscaras”, as representações cotidianas e deixar com que todos vejam o seu “lado frágil”, aquilo que você chama de defeitos físicos e psicológicos – o seu ridículo.

A Escola de Palhaçaria AristoClowntas trabalha com uma metodologia chamada "A Verdade do Palhaço: Palhaçaria com Técnicas Teatrais" criada pelos próprios professores, trazendo a construção do palhaço através do autoconhecimento. Não é apenas para quem quer ser palhaço. Também não é voltada para somente quem trabalha com artes em geral, e sim para você se conhecer mais e se descobrir.

 

A Escola propõe intensos encontros com exercícios de autoconhecimento, jogos teatrais e técnicas de palhaçaria que impulsionarão as atividades, onde o importante é entrar feliz e sair renovado de um encontro onde a troca de experiências com muita generosidade e verdade será o ponto principal. Pensamos no teatro e na palhaçaria como uma das maiores manifestações artísticas do ser humano mais completas, a fusão dessas duas artes trabalham na íntegra com a sensibilidade, a exposição e estímulos para mente e corpo. É de demasiada importância que o indivíduo aprenda a administrar seus sentimentos e emoções e usá-los não só em cena como em sua própria vida.

 

A aula é uma atividade em grupo que requer a percepção do outro. O aluno aprenderá a usar sua capacidade interpessoal para lidar com a platéia estabelecendo uma identificação e despertando um carisma necessário para transmitir sua arte e criar uma comunicação, e finalmente a intrapessoal, que exige que este tenha um grande conhecimento sobre si mesmo, desenvolvido uma vez que seu instrumento de trabalho é ele próprio. No momento em que o aluno entra em contato com seu mundo interior, pode administrar também seus próprios sentimentos, identificando-os e iniciando um processo de enriquecimento pessoal.

Embora a oficina seja de palhaçaria, se tornar palhaço é apenas uma consequência da metodologia aplicada. Priorizamos o autoconhecimento através da valorização, autoaceitação e desenvolvimento pessoal do indivíduo.